sábado, 18 de julho de 2009

Horizonte

Há coisas na vida que são inevitáveis, que apesar de passar anos a lutar, elas teimam em aparecer diante de nós, como uma tempestade que cobre o mundo de negro e o vestido luminoso se transforma no mais assustador negrume imaginável.

Para lá caminho, dou pequenos passos reticentes em direcção aos escombros, com uma esperança singela de não ser tragado pela areia movediça que me assombra.

O coração que parecia florir para a eternidade, estava sim devastado pelos pequenos e simples devaneios que um ser humano desenha no horizonte; horizonte que não tem anjos, esses fugiram e não deixaram cartão, horizonte que não tem flores, essas perderam-se e tornaram-se banais, horizonte que não tem mais luz, luz que foi devorada pelos fantasmas...

Não tenho mais horizonte mas estou repleto de fantasmas...

5 comentários:

Xuxy disse...

A luz do horizonte continua lá, apenas são os fantasmas que não te deixam ver, que te fazem pensar que essa luz foi destruída! Enfrenta esses fantasmas, não os deixes serem mais fortes que tu e nunca percas a esperança! Melhores dias virão.

Bjs**

Carlos Pires disse...

Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar.

Antonio Machado

Austeriana disse...

Excelente ligação entre a fotografia e o texto. Parabéns.

Anónimo disse...

Don't give up... 'cause you are loved.

miss you
http://www.youtube.com/watch?v=I-G8IfjPAII&feature=related

Helinha disse...

Sim...

Às vezes esses fantasmas nos embaçam os olhos e nos impedem de ver o horizonte... às vezes nos impedem até de ver o que está ali, bem pertinho...

Mas tudo passa, infelizmente os momentos alegres, mas felizmente os tristes também!!

^^

Beijo grande!!