segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Dias

Há dias que vislumbro a tua existência, apenas por um momento, no meio desta neblina profunda, mas há outros que parece que o coração me foi arrancado, aquele em que tu tocaste, e deambulo sem sentido pelas vielas da vida, quiçá à procura de te ver e, ao mesmo tempo, na esperança de não te encontrar.

7 comentários:

Wences disse...

Hola!
Estoy colgando en la web una blognovela: El fin del mundo. Si te apetece, me gustaría que le echases un vistazo y me dijeses qué te parece. Gracias.
http://findestemundo.blogspot.com

Paulo disse...

...mas está lá, Bruce. É uma questão de tempo. Abraço.

Austeriana disse...

Pois é! É devido a posts como este que depois se ganham prémios...
Há um prémio para este blogue, no «bichocarpinteiro»! Parabéns!:)))

Hyndra disse...

Os sentimentos têm dessas coisas...contradições!

Márcio Kindermann disse...

Os dias, as ausencias, nossos quereres e medos dos quereres.
Sentimentos nossos!

Martinha disse...

Lindo!

Yiskay disse...

como palavras tão simples podem tocar cá bem no fundo no coração.... as vezes a vida é complicada...mas de certeza que a queres encontrar...como te percebo :)