quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Creed: Full Circle

Depois da separação da banda em 2004 voltam em grande com o lançamento de um novo álbum - Full Circle (Outubro de 2009) - o qual só agora me lembrei de comprar, prática, arrisco dizer, quase extinta pela massificação da internet.
Fiquei agradavelmente surpreendido com este novo esforço dos Creed para voltar ao sucesso que detiveram na década passada.

Creed is:
Scott Stapp: Vocals
Brian Marshall: Bass
Scott Phillips: Drums
Mark Tremonti: Guitar


Deixo aqui um vídeo de uma das músicas que mais me chamou a atenção:

On my Sleeve



The eyes around me are so cruel
With every chance they steal my soul
So walk with me, talk with me
Hold my hand I'm stumbling in consequence
It buries me alive

Can you fix what's made to be broken
I can fix what's made to be

My heart is tattooed on my sleeve
I'm not hiding no, it only hurts to breathe
My heart is tattooed on my sleeve
I know it's blinding oh
It only hurts to breathe

Standing now, I'm alone
I need answers tell me everything you know
So heavy is the night
Exhausted, whispers tend to crucify my mind
I'm fighting but I'm blind

Can you fix what's made to be broken
I can fix what's made to be

My heart is tattooed on my sleeve
I'm not hiding no, it only hurts to breathe
My heart is tattooed on my sleeve
I know it's blinding oh
It only hurts, it only hurts, it only hurts to breathe

I shout out, can you hear me
Mistakes have cost me years
Do they cost you
Are you like me
Tell me please

My heart is tattooed on my sleeve
I'm not hiding no, it only hurts to breathe
My heart is tattooed on my sleeve
I know it's blinding oh
It only hurts to breathe

Quem gostar compre o álbum que não se irá arrepender.

3 comentários:

Maria Ribeiro disse...

BRUCE: já o tenho ,há alguns meses... Gostei, como tu, especialmente de "On my sleeve". Embora seja um ressurgimento, notam-se as influências antigas, com novos instrumentos e novos sons.Mas a ideia de cansaço do mundo que não satisfaz quem quer mais e melhor, continua impressa em versos como"IT ONLY hurts to breathe"... Sentimo-nos sufocar com as forças que dominam o mundo...
Beijos de
Lusibero

Bruce disse...

Não podia concordar mais! E é muito bom ver que esse querer continua lá, esse estilo inconfundível em músicas como Rain, Time, Overcome...

Tenho que confessar que apesar de sentir a falta dos Creed, passado pouco tempo surgiram os Alter Bridge que preencheram bem o "vazio".

E o melhor de tudo é que estão a escrever o terceiro álbum, o que receei não acontecer com esta nova aparição dos Creed.

SAM disse...

Muito Bom! De facto inicialmente estava céptico quanto a este regresso. E tendo ouvido e apreciado as músicas de outros tempos o nível de qualidade estava colocado bastante alto. Tendo ouvido primeiramente não pareceu acrescentar muito ao já feito. Mas depois de ouvir com mais atenção foram acrescentados grandes pormenores que soam bastante bem. O que me agradou imenso. A música que mais me agradou foi "A Thousand Faces". Muito bom :-)